Dimensionamento das tubulações

Tubulações corretamente dimensionadas são indispensáveis para o bom funcionamento de um sistema de refrigeração. Além de evitar desgastes e manutenções desnecessárias, dimensionar as tubulações de maneira correta durante o planejamento evita gastos desnecessários e pode garantir uma economia considerável.

Nas unidades comerciais as tubulações a serem dimensionadas são normalmente as seguintes;

- A tubulação ou a linha de líquido, isto é, aquela que liga o condensador ao eventual coletor de líquido se e prolonga até a válvula de expansão;

- A tubulação ou a linha de sucção, isto é, aquela que liga o evaporador ao compressor;

- Tubulações necessárias no sistema de gás quente, aquelas que requerem válvulas eletromagnéticas;

Deve-se também dimensionar as tubulações de descarga, aquelas que ligam o compressor ao condensador. Para dimensionar estes tipos de tubulações deve-se saber:

As tubulações tem uma resistência ao fluxo de refrigerante, chamada perda de carga. Para vencer esta resistência é necessário gastar uma parte da potência disponível. Quanto maior o comprimento das tubulações, maior é a perda de carga. Tubulações de seção interna super dimensionadas reduzem a perda de carga porém reduzem a velocidade do fluido refrigerante que corre no interior delas.

Isto comporta a permanência de maior quantidade de lubrificante na unidade e a conseguinte necessidade de uma carga de óleo mais alta. Quanto mais óleo lubrificante em circulação mais se reduz a eficiência de troca do condensador e do evaporador, pois piora a transmissão de calor entre fluido primário, o refrigerante, e o secundário, ar, água ou outro meio.

 

 

 

Paulo Neulaender

Entre para postar comentários

Mantenedores

Topo