Recomendações úteis que visam a redução do consumo de energia elétrica 

Algumas dicas importantes para reduzir o consumo de energia elétrica:

1. Evitar trabalhar com temperaturas de condensação acima da especificada no projeto da instalação, isso implica na redução da capacidade dos compressores e no aumento da potência consumida. Torna-se indispensável uma rotina de manutenção preventiva para garantir que o condensador opere sempre em boas condições de limpeza, evitar também a operação com gases não condensáveis, responsáveis pelas altas temperaturas de condensação.

2. Trabalhar com os compressores dentro de seus limites de aplicação, além de garantir a durabilidade dos mesmos evitará também o consumo elevado desnecessário de energia elétrica, temperaturas de evaporação muito baixa também reduzem a capacidade frigorífica dos compressores diminuindo o coeficiente de performance.

3. De acordo com as recomendações de cada fabricante de compressor, periodicamente torna-se necessário fazer a troca do óleo lubrificante, limpeza dos filtros de sucção (se houver) e troca dos filtros da linha de líquido, assim evitará que o equipamento opere com elevadas perdas de carga, o que resultaria num aumento da sua potência consumida.

4. Verifique constantemente a carga de gás refrigerante, uma redução da carga original através de vazamentos fará com que os compressores operem com superaquecimento total elevado, além de diminuir a performance dos evaporadores dos balcões e das câmaras, os compressores irão trabalhar com uma maior potência consumida, altas temperaturas de descargas, correndo o risco de carbonização do óleo lubrificante e redução da vida útil.

5. O excesso da quantidade de gás refrigerante no sistema obrigará os compressores a trabalharem com uma maior potência consumida.

6. Evite trabalhar com baixo fator de potência dos compressores, além das multas impostas pela concessionária de energia implicará também num elevado aumento da potência aparente, resultando num maior consumo de energia elétrica dos compressores, é preciso seguir a recomendação do fabricante para a utilização de capacitores para corrigir o fator de potência.

7. Ajuste corretamente todos os dispositivos de controle (pressão / temperatura) dos racks ou unidades condensadoras para evitar que os compressores trabalhem em condições de liga / desliga em curto período de tempo, além da redução da vida útil dos compressores, aumentará também o consumo de energia devido aos picos de partidas ocasionadas pela ciclagem dos compressores.

8. A utilização de instrumentos digitais para controle dos equipamentos de refrigeração e ar condicionado como pressostatos, controles de fase, termômetros e termostatos, bem como softwares de gerenciamento à distância, também ajudam a economizar energia elétrica e reduzir os custos operacionais dos equipamentos, além de proporcionarem facilidades na programação de manutenção preventiva e preditiva.

9. A sala de máquinas precisa ter uma boa ventilação, este é um dos mais importantes requisitos para que o equipamento frigorífico funcione efetivamente, produzindo as temperaturas desejadas nos expositores e nas câmaras com a menor despesa operacional possível. Sem uma boa ventilação na sala de máquinas, os compressores serão forçados a trabalhar mais do que o esperado e conseqüentemente não poderão dar os rendimentos previstos, resultando-se num maior consumo de energia.

10. Evite que as correntes de ar afetem os rendimentos dos balcões frigoríficos, seja qual for à causa, como por exemplo, uma porta aberta, um ventilador mal colocado, um duto de ar condicionado soprando sobre um balcão, enfim, qualquer movimentação apreciável de ar sobre balcões frigoríficos causará problemas. Quando o balcão apresenta temperatura acima do normal, ou dificuldades de degelo, é possível que estes problemas sejam causados por corrente de ar em volta do mesmo.

11. Não permitir que o gosto pelas promoções espetaculares de vendas das mercadorias faça exceder a capacidade do balcão de poder refrigerar. Isto significa não permitir que pilhas de mercadorias ou cartazes interfiram com a circulação normal do ar frio. Somente quando o ar frio estiver envolvendo totalmente a mercadoria é que esta poderá ser adequadamente resfriada. Não ultrapassar a linha de carga máxima indicada no balcão.

Bitzer

12. A transferência de produtos congelados do centro de distribuição até o balcão deve ter a mais prioridade entre os serviços a serem executados, a fim de manter o produto com o mesmo nível de qualidade que tinha ao ser congelado inicialmente. Lembre-se: a qualidade de um gênero perecível não pode ser recuperada depois de ter sido perdida.

13. Diariamente deve-se verificar se estão sendo retirados dos balcões os pedaços de papel que porventura se desprenderam  das embalagens dos produtos expostos, assim como quaisquer outros detritos que tenham caído dentro do balcão. Ao evitar que surjam causas para o entupimento dos esgotos, estaremos contribuindo para evitar que o equipamento de refrigeração deixe de funcionar ou tenha sua eficiência diminuída.

Bitzer

Fonte: Bitzer - Eng. Alessandro

Entre para postar comentários

Mantenedores

Topo