Operações com tubulações - Expurgar os resíduos para fora dos tubos antes da brasagem (parte 3)

Parte 1 Parte 2

No terceiro artigo de nossa série sobre operações com tubulações, você vai conhecer as principais técnicas utilizadas para expurgar os resíduos para fora dos tubos antes da brasagem.

 

Aplicar o fluxo de nitrogênio através de uma das extremidades da tubulação a ser abrasada, evitando a formação de óxidos na superfície interior dos tubos.

A outra extremidade da tubulação deve estar aberta à atmosfera, para não haver aumento de pressão no interior da tubulação.

A vazão pode ser facilmente ajustada, sentindo um leve sopro nas costas da mão.

 

Tipos e ajuste da chama

Tipos de chama:

  •  Chama  neutra:  que  possui  mesma  quantidade  de  acetileno  e  oxigênio  na mistura;
  •  Chama carburante ou redutora: que possui maior quantidade de acetileno do que oxigênio na mistura;
  •  Chama oxidante: que possui maior quantidade de oxigênio do que acetileno na mistura.

 

Ajuste da Chama:

Para o processo de brasagem ajuste a tocha para uma chama neutra.

 

 Chama.

Aplicação de calor

O calor deve ser aplicado de maneira uniforme entre o tubo e a bolsa, movendo a chama ao redor do tubo e da bolsa, garantindo um pré-aquecimento antes de se adicionar o material de adição.

 

Pré-aquecimento.

 

Aplicação do material de adição

À medida que a área aquecida gradualmente muda de cor para o vermelho, aplique o material de adição levemente até o mesmo se espalhar ao redor do tubo e bolsa.

Nota: Mantenha a bolsa bem aquecida para possibilitar a penetração do material de adição na junta a ser abrasada, mas tenha cuidado para não exceder o calor no tubo.

 Aplicação do material de adição.

 

Resfriamento e limpeza

Aguarde até que o material de adição da junta abrasada se solidifique, e após o resfriamento limpe a junta com escova de aço e material abrasivo.

 

Aplicação de fluxo

Quando a aplicação de fluxo para a brasagem for necessária, aplique uma pequena quantidade na extremidade do tubo. Evite que o fluxo entre interior do tubo, e após aplicação realize a brasagem.

Aplicação de fluxo.

Penetração na brasagem

Conforme , é possível verificar a penetração na brasagem, que deve preencher a bolsa por completo.

 

Penetração na brasagem.

Proteção com uso de nitrogênio

Conforme figura , é possível observar a formação de óxidos quando não há o uso do nitrogênio no processo de brasagem, contaminando a instalação.

Proteção com uso de nitrogênio.

Fixação de tubos 

As tubulações devem ser fixadas para aumento da confiabilidade, durabilidade e menor risco de vazamentos. Pontos fixos e de deslizamento fazem com que seja possível  a  compensação  das  alterações  no  comprimento  dos  tubos  devido  a flutuações da temperatura de operação.

Fixação de tubulação em ponto deslizante.

Fixação de tubulação em ponto fixo.

 

As tubulações devem ser adequadamente apoiadas de acordo com seu comprimento e peso. O espaçamento máximo recomendado para o apoio das tubulações de cobre é mostrado na tabela.

Tabela  - Espaçamento entre fixadores de tubulação frigorífica. (EN 378-2, 2008)

Diâmetro externo da tubulação Distância entre fixadores
15 a 22mm (5/8" a 7/8") 2m
22 a 54mm (7/8" a 2 1/8") 3m
54 a 67mm (2 1/8" a 2 1/2") 4m

Exemplos de fixadores de tubulações frigoríficas são apresentados nas figuras

Fixador para tubulação fixa e deslizante.


Fixador para tubulação fixa.


Fixação sem proteção para os tubos, causando atrito e danificando a tubulação e o isolamento.

O uso dos fixadores em distâncias adequadas é fundamental para evitar a deformação, devido ao seu próprio peso ou à dilatação térmica da tubulação, bem como a vibração, possível obstrução ou quebra da tubulação.

Fonte: GIZ

Entre para postar comentários

Mantenedores

Topo